Revirando o velho baú

Embora virtual e cheio das tecnologias, meu arquivo de fotos é na verdade um baú de muitas recordações.

Estes dias, por exemplo, achei um álbum de fotos que tirei em Groot Constantia, em 2011, pouco tempo antes de deixarmos a África do Sul.

O lugar de nome estranho é um vinhedo, muito bonito. Várias versões para a origem do nome são contadas através dos séculos, desde sua fundação em 1685. A mais romântica delas conta que o dono do lugar, Simon van der Stel, batizou a terra com este nome para homenagear a filha do comandante da embarcação que os trouxe da Bavária até o Cabo das Tormentas. Simon e Constantia teriam vivido um apaixonado teretetê durante a viagem, mas a moça faleceu algum tempo depois, na volta à Holanda.

Dizem porém, que é mais provável que Simon van der Stel tenha apenas usado a palavra derivada do latim que significa durabilidade, constância, firmeza, atributos que o próprio van der Stel valorizava muito.

Groot Constantia = Grande Constância

Mas voltando aos nossos dias, fomos então convidados para tomar um café da manhã neste lugar cheio de história, para a despedida de uma vizinha que retornava para a Alemanha com seus dois filhos loirinhos.

Foi uma manhã muito interessante: uma paisagem holandesa num país africano, um céu de azul profundo num frio de desafiar camadas de casacos, um chocolate quente dos deuses e um babuíno visitante que seguindo o seu caminho, atravessou o vinhedo impavidamente. Majestoso, ele fechou o dia com chave de ouro.

Confira: http://www.flickr.com/photos/anadeoliveiragaleria/sets/72157638131326753/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s